livro blog copy3 (1)

Davi, o rei marqueteiro: aprendendo sobre marketing pessoal com o rei judeu

“Não basta que a mulher de César seja honesta, ela deve parecer honesta”.

As aparências importam. Marketing pessoal importa muito. Branding é nova ciência para o sucesso.

Você e eu gostando disso ou não!

E especialmente em tempos de redes sociais essa afirmação ganha conotação estratosférica, pois, a vida que acontece no mundo paralelo de instagrans e linkedins mechem com nossa estrutura emocional, dizem muito sobre cada um de nós e tem total capacidade de abrir e fechar portas.

Ainda relutante? Ouça essa história!

Pompeia Sula foi a segunda esposa do imperador Júlio César (governador romano no ano de 63 antes de Cristo).

Certo dia Pompeia organiza um grande festival em homenagem a “Bona Dea” (boa deusa). Uma orgia báquica, reservada exclusivamente para mulheres.

A história relata que Pompeia era jovem e bela, e, costumava arrancar suspiros de um jovem rico e atrevido chamado Públio Clódio Pulcro, que, aproveitando a oportunidade da festa, disfarçou-se de mulher, para conseguir entrar e tentar seduzir Pompeia.

O plano falhou.

Públio foi pego e julgado, ao que consta, muito antes de sequer encontrar-se com Pompeia. Contudo, Júlio César sabendo da investida do “meliante” apaixonado, decretou de imediato seu divórcio com Pompeia.

Mais tarde, no julgamento público de Públio Clódio, ao ser questionado sobre a tentativa de invasão, Júlio César disse que nada tinha e nada sabia contra o réu. Pasmando a todos.

Ao ser questionado pelos senadores sobre o porquê então havia se separado de Pompeia, ele proferiu a celebre frase que ficou marcada na história desde então:

“À mulher de César não basta ser honesta, deve parecer honesta.  

Ou seja, as aparências importam.

Logo, não é só televisão que precisa ter imagem boa.

Aquilo que está no imaginário do populacho. O que pensam sobre você. Às impressões que se tem a seu e meu respeito — segundo o governador romano —, importam sim senhor.

Como anda sua reputação?

A imagem? Sua imagem? O como as pessoas te veem?

O que é totalmente diferente de como você mesmo se vê.

Visto que tendemos a superestimar nossas qualidades, acreditando que somos aquilo que desejamos ser, quando, as pessoas nos veem da forma como nos comportamos em público.

E aqui está um grande perigo.

Nos tempos modernos, as redes sociais acabam dando muita visibilidade para seus usuários, sendo uma aliada poderosa para o marketing pessoal.

No entanto, pode ser também muito nociva se você não souber contar bem suas histórias e estórias.

O que a bíblia, mais especificamente, o que o rei Davi pode nos ensinar sobre marketing pessoal e storytelling?

DAVI CONTRA O GIGANTE GOLIAS

Uma das histórias bíblicas mais bonitas e mais contadas de todos os tempos, reza sobre uma batalha épica entre um menino simples e franzino, mas cheio de fé, contra um gigante guerreiro, arrogante e pagão.

O menino se chamava Davi e o gigante Golias.

Por 40 dias Golias, um guerreiro do povo inimigo, provocava duas vezes ao dia o exército de Israel pedindo um homem para um confronto direto, porém, ninguém teve a coragem de se apresentar.

Davi, que nem soldado era, vai ao acampamento do exército, a pedido do seu pai, para levar comida para seus três irmãos.

E, ao ver que todos os dias o exército era confrontado e ninguém se apresentava, ele se oferece para lutar contra o gigante e assim honrar o exército e o Deus de Israel.

Pois bem, na falta de outro candidato aceitaram a oferta do jovem rapaz.

O gigante tinha lanças, espada e escudo, enquanto o menino tinha apenas um estilingue, cinco pedras (mas só precisou de uma), muita coragem e sua fé no Deus de Israel.

É o verdadeiro mito do herói que virou enredo padrão de toda e qualquer história ou filme de sucesso.

Davi pega uma pedra em seu alforje, coloca em seu estilingue, mira bem e pá. Era uma vez um gigante e nascia ali um verdadeiro mito.

É no livro histórico do profeta Samuel que encontramos registrada essa batalha. 1 Sm. 17: 49-50:

A IMPORTÂNCIA DO MARKETING PESSOAL

A história tem muito a nos ensinar sobre gestão de riscos, marketing pessoal, storytelling, planejamento e coragem.

Você ficará de boca aberta com a esperteza do Davizinho.

No contexto que antecede a batalha, Davi é apenas um jovem pastor de ovelhas que enxerga uma oportunidade de ter sucesso na vida e aplica toda sua astúcia na missão.

COMO DAVI FEZ A GESTÃO DE RISCOS X BENEFÍCIOS

Antes de se candidatar, e talvez seja exatamente por isso que ele aplicou para vaga, Davi ao passar pelas fileiras descobre o que o rei estava oferecendo como prêmio pela cabeça do gigante: Sm. 17:25:

…e diziam uns aos outros: Vistes aquele homem que subiu? Pois subiu para afrontar a Israel. A quem o matar, o rei o cumulará de grandes riquezas, e lhe dará por mulher a filha, e à casa de seu pai isentará de impostos em Israel.

Quando Davi ouvi isso, capturou a seguinte mensagem:

Ao cara que matasse o gigante o rei daria muita grana. Ele e sua família estariam para o resto da vida isentos de pagar impostos, era o fim do IPTU, IPVA, ICMS… e, de quebra ainda se casaria com a filha do rei, ou seja, ainda entraria para a família real.

Era tanta coisa boa que ele parece não acreditar e pede para que os soldados repetissem de novo. Sm. 17:26-27:

Então, falou Davi aos homens que estavam consigo, dizendo: Que farão àquele homem que ferir a este filisteu e tirar a afronta de sobre Israel? Quem é, pois, esse incircunciso filisteu, para afrontar os exércitos do Deus vivo?

Davi, que de bobo não tinha nada, logo percebeu que a recompensa era boa demais para deixar a oportunidade passar, porém, o rei logo tenta jogar água no seu chope, dizendo-lhe que ele era muito moço e sem experiência para a luta (Sm. 17:33).

DAVI, O REI MARQUETEIRO

Davi logo tratou de contar ao rei seus feitos: Sm. 17. 36:

O teu servo matou tanto o leão como o urso; este incircunciso filisteu será como um deles, porquanto afrontou os exércitos do Deus vivo.

Diante da negativa do Rei, o jovem Davi sacou do seu alforje “reputacional” suas estórias, sua imagem, seu branding. Dizendo ao Rei e a quem mais quisesse ouvir, que enquanto pastoreava as ovelhas de seu pai já teria lutado e matado um leão e um urso…

Escutou essa?

Rapaz, estamos diante de uma história que é a primeira vez que aparece em toda bíblia. Não houve uma testemunha sequer que o vira matar com as próprias mãos o leão e o urso, e, depois disso, nunca mais se falou sobre esse assunto.

Longe de mim chamar o menino de mentiroso, deve ter sido registrado algum relato no stories do Instagram da época ou devia estar registrado no resumo do seu perfil do LinkedIn na seção de resultados.

Vai saber!

O importante é que parece ter funcionado, pois, depois da bela estória o rei imediatamente aprovou Davi como o guerreiro que enfrentaria Golias oferecendo inclusive sua armadura e espada.

O que Davi recusou com muita elegância.

MARKETING PESSOAL

Davi veste a armadura do rei, mas logo trata de recusá-la. Alegando que era pesada demais para ele e que poderia mais atrapalhar do que ajudar.

Davi era inteligente. O que diriam se ele vencesse o gigante nos moldes do rei?

— Também, com a armadura e a espada do rei fica fácil!

Quem sabe até confundi-lo-iam com o próprio rei, ofuscando total ou parcialmente sua vitória.

Sabe como são esses haiters não é!

Ah, Davi não permitir isso.

A verdade é que ele foi lá com a cara e a coragem e… Você já conhece a história…

FIQUE ATENTO A SUA IMAGEM

A verdade, aceitando você ou não, é que as aparências costumam importar muito. Mais até do que a própria verdade.

Como anda sua reputação? Sua imagem? Seu marketing pessoal?

Afinal:

“Não basta que a mulher de César seja honesta, ela deve parecer honesta”.

Até à próxima!

Achiles Rodrigues